Faça uma pausa: já olhou para sua rotina hoje?

Você já sentiu uma sensação de esgotamento? Sentimentos negativos relacionados ao trabalho? Ou sentindo-se pouco eficaz em funções que antes desempenhava com facilidade? Você pode estar com a Síndrome de Burnout, que, desde o dia 1º de janeiro deste ano, passou a ser considerada uma doença de trabalho. Muitas vezes a rotina imerge o indivíduo em um loop de atividades que não permite reconhecer pequenos alertas, mas é preciso parar. 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a síndrome está caracterizada como um estresse crônico de trabalho que não foi administrado com sucesso. Dessa forma, a empresa também passa a ser responsável pela saúde integral dos funcionários, pois essa patologia está relacionada ao ambiente laboral e problemas de gestão. 

É comum, segundo especialistas, que o funcionário diagnosticado com a doença tenha um histórico de bom desempenho, mas tem performance revertida após mudança de gestão ou de demandas. Por isso, é necessário que as empresas também adotem práticas e estratégias preventivas que invistam na saúde mental do colaborador, criando, por exemplo, um ambiente confortável para o diálogo e compartilhamento de ideias. 

Neste Janeiro Branco, mês dedicado à saúde mental, queremos convidar você, empregador, a refletir: como tem se preocupado com o seu funcionário? tem incentivado um ambiente saudável? E você, trabalhador, tem se observado e cuidado para que não chegue a um esgotamento? Existem alguns sinais de alerta:

> insônia;

> memória ruim;

> baixa imunidade;

> fadiga persistente;

> irritabilidade;

> ansiedade e depressão. 

Para cuidar desse quadro, você precisa entender que a comunicação é fundamental ao lidar com o estresse crônico e a situação deve ser exposta. Observe e estabeleça suas prioridades, passando de uma tarefa para a outra por vez e identificando quais são os gatilhos de estresse. 

Não deixe criar uma bola de neve de sofrimento. Faça uma pausa quando precisar, converse, retorne, cuide de você, tenha hobbies e busque ajuda.

Clique aqui para baixar o modelo de boletim informativo.